Cantora foi surpreendida ao saber que tinha sido inscrita no projeto

Mari Bannwart (35), foi a escolhida para ser a nova voz do Me Grava. Nascida em Santos, município do estado de São Paulo, a cantora diz que desde que se entende por gente a música sempre esteve presente em sua vida, mas foi na igreja que isso foi despertado. Todas as memórias de infância que tem, são suas cantarolando, cantando, sonhando em viver disso. Seus pais viram muito talento nela e também uma semelhança da voz com a da Sandy, da ex-dupla Sandy & Júnior e decidiram colocá-la para cantar na igreja que frequentavam. Com 9 para 10 anos ela deu início às aulas de canto e desde então nunca mais parou. 

Mari permaneceu aperfeiçoando seu talento estudando sua voz e atualmente trabalha como coach vocal, pois abandonar 100% a música não era uma opção: “Quando recebi a ligação da Salon Line, eu estava inclusive em uma aula, não sabia que estava participando do projeto, mas fiquei tão feliz, não estava mais acreditando que a vida de cantora era para mim”, comentou. Em sua carreira, também fez parte de uma banda de rock e uma de baile, foi nessa época que aprendeu a gostar de diferentes gêneros musicais. 

Mari sempre se inscreveu em muitas seletivas para testes e festivais, porém não foi selecionada, isso não a fez abandonar de vez sua carreira na música, pois graças a sua profissão de coach vocal, permanece em contato com esse universo, mesmo não sendo em cima dos palcos, fazendo show atrás de show, como sonhou, “o Me Grava me deu  esperança de viver da música como artista e não só como coach”, comentou. 

 Sobre os melhores momentos de sua trajetória na música, ela afirmou: “Com certeza ter cantado na cerimônia de casamento do Pelé, em 2016, e o lançamento do meu primeiro EP esse ano, com regravações de grandes cantores do pagode, porém na versão pop, foram minhas duas maiores conquistas. E agora, claro, a gravação dessa canção linda que eu amei produzir com vocês”.

Quando questionada porque apostar em várias músicas extremamente conhecidas do pagode, sendo que seu gênero mais cantado é o pop-romântico, Mari responde entre risadas: “Sou muito eclética, mas pagode tem meu coração, um carinho maior, quando estou em casa, fazendo coisas que gosto, sempre escuto pagode. Eu adoro cantar sofrência, ver as pessoas sofrendo cantando com toda a vontade e se identificando com as letras”. 

 Seu processo seletivo no projeto ocorreu de uma forma um tanto diferente da maioria, seu marido, que também é o responsável pela gestão das suas redes sociais, a inscreveu sem avisá-la, e Mari descobriu somente após receber a ligação da equipe da Salon Line que foi selecionada.  A música escolhida foi uma produção feita a três mãos, a composição é do Thiago Lopes, amigo e produtor da cantora, a melodia foi criada por Mari e alguns insights dados pelo seu marido. “Não me Acostumei” fala sobre amor e desilusão. 

Max de Castro, produtor e diretor musical do projeto, comentou:  “A Mari chegou no estúdio com uma segurança, ela toca muito bem piano, e ainda passa isso adiante sendo professora, é lindo! Chegou muito preparada e isso me surpreendeu, porque no vídeo que eu havia visto, não captou tudo o que ela é capaz, e mesmo assim, eu já tinha achado muito bom, quando escutei pessoalmente então, foi demais!”

Agora com toda essa experiência de consultoria musical que teve ao gravar com o Max nesse projeto que existe desde 2021, em que um artista ou banda a cada mês tem a oportunidade de visibilidade e reconhecimento, Mari está confiante em seguir outros passos na música. Para ela, essa oportunidade que a Salon Line oferece é o diferencial na vida de muitas pessoas que querem estar nesse meio.

O videoclipe de “Não me Acostumei” pode ser assistido no canal no YouTube da Salon Line e a música escutada na plataforma de streaming Spotify.

SOBRE A SALON LINE
A Salon Line é uma marca 100% brasileira que está presente no mercado de beleza e cosméticos capilares desde 1995. São mais de 400 produtos distribuídos em 16 linhas, com foco em recuperação, tratamento, coloração, transformação e hidratação do cabelo – dos crespos aos lisos – sejam eles naturais ou com química. A marca apoia que cada pessoa busque sua própria beleza e quer estar lado a lado de seus clientes nesta descoberta. Seu posicionamento é “Transforme-se em você”: um dos principais pilares da Salon Line que incentiva as pessoas a assumirem sua identidade e aparência sem medo de julgamentos. Isso possibilitou que a marca fosse a quinta empresa mais lembrada pelos consumidores quando se trata de empoderamento feminino, segundo estudo da MindMiners.  Também apoia bandeiras como diversidade, liberdade, amor-próprio, além da desconstrução de padrões de beleza. Fazem parte do vasto portfólio as linhas #todecacho, Meu Liso, Maria Natureza, S.O.S Cachos e os elétricos Salon Line Pro e Universe, com secadores, pranchas, máquinas de corte, modeladores e escovas. A Salon Line conquistou o prêmio Atendimento de Ouro em 2018, pela Associação Brasileira das Relações Empresa Cliente, e o Prêmio Atualidade Cosmética, em 2016, que é consagrado como o “Oscar da Beleza” na América Latina. Além disso, a marca tem uma forte base de interações nas redes sociais, em 2019 a Salon Line conquistou o posto de uma das empresas que mais tiveram interações no Facebook, segundo levantamento da Social Bakers.

Deixe um comentário

* Ao usar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Categorias
[instagram-feed feed=1]